O processo de revestimento duro na face de flange de moenda revolucionou sua confecção e recuperação. Os métodos utilizados apresentavam desgaste na face do flange de 5 a 12 mm. Com o processo Revestimento Duro da Hilse o desgaste é reduzido aproximadamente 6 vezes em relação a um flange que não tem solda dura na face.

Após pesquisa, a Hilse chegou ao Arame de Solda Tubular com Dureza e Resistência a Corrosão (dureza 50 a 55 HRC). O processo é automatizado em:

  • Aplicação do revestimento – permite uma dureza uniforme em toda área revestida;
  • Retificação – permite um paralelismo em toda a sua face;
  • Correção dos acentos dos parafusos;
  • Limpeza dos furos para fixação dos anéis de vedação;
  • Isto é uma reforma completa em flange de moenda.

O benefício obtido com o menor desgaste ao longo da safra gera uma diminuição de embuchamentos laterais de bagaço, que danificam as vedações dos mancais que são extremamente danosas às mangas de eixos e casquilhos. Além disso, permite a limitação das folgas laterais protegendo os frisos de moenda, dentes da bagaceira e pentes.

A Hilse atende clientes de vários estados como Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Goiás, atuantes em várias regiões com diferentes tipos de solo, com abrasões diferentes e diversos modelos e tamanhos de moenda. Todos comprovam e garantem o custo-benefício da solda dura na face do flange de moenda, que a torna mais resistente ao desgaste provocado pela abrasão da terra, impurezas vindas com a cana e esforço mecânico (atrito com o rolo inferior).

RGB Comunicação - Agência de Internet e Produtora de Vídeo.